Ciência e Saúde para todos.
Colha aqui a Cura Cristã!
O símbolo da Ciência Cristã
Home-Page
Ficha de Intenção - CURSO BÁSICO DE CIÊNCIA CRISTÃ
Lista de Praticistas
Contato
Links
Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019
Português Brasil
Inglês
Espanhol
 
 
 Mensagem Semanal
"Tudo o que inspira com a sabedoria, a Verdade ou o Amor -- seja um cântico, um sermão ou a Ciência [Cristã] -- abençoa a família humana com migalhas de conforto que caem da mesa de Cristo, alimentando os famintos e dando água viva aos sedentos."
"O que foi prometido será cumprido"
(Do livro Ciência e Saúde p 234 e 55)

Clique AQUI para ver o Arquivo de Mensagens.

 
Login
Senha
Associação
Privativo Alunos
ARTIGOS PUBLICADOS
A- A+
Aceitem a promessa: “...nada, absolutamente, vos causará dano”. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: São Reais o Pecado, a Doença e a Morte?

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
Aceitem a promessa: “...nada, absolutamente, vos causará dano”

08 a 14 de abril de 2019
São Reais o Pecado, a Doença e a Morte?
Estudo preparado por:
Rick Stewart CS, rickstewartcs@aol.com, +49(351)312-4736, +49(176) 3233-6080
__________________________________________________
Abreviações: Bíblia JFA Revista e Atualizada – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia A Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS ou C&S; Lição Bíblica – LB
__________________________________________________

São reais o pecado, a doença e a morte? Que pergunta a considerar!
Pergunte ao mundo. Pergunte aos bilhões de habitantes da terra, às faculdades universitárias, ao pessoal de clínicas médicas, aos cabeças de grandes companhias farmacêuticas, trabalhadores de laboratórios e de centros de pesquisa, e, sim, lance a pergunta na maioria dos seminários. Pergunte às pessoas no mundo e, certamente, terão a resposta: “Sim. O pecado, a doença e a morte são reais!”
Mas se perguntares à maioria das pessoas que estão estudando a Lição Bíblica desta semana, a resposta que terá será: “Não. O pecado, a doença e a morte não são reais”.
Poderias dizer que essa disparidade vem do teu ponto de vista sobre a realidade. O estudo da Lição Bíblica desta semana dá algumas dicas da visão de realidade que Jesus Cristo ensinou quanto ao assunto.
E o Texto Áureo? Ele forma uma ligação-chave para a descoberta do que Cristo Jesus sabia e ensinava. O TA da lição desta semana encontra-se no evangelho de Lucas (10:19), e é parte de uma conversação que Jesus teve com seus alunos quando regressaram de uma missão de cura e pregação.
“Nada, absolutamente, vos causará dano”. O versículo inteiro diz: “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e NADA ABSOLUTAMENTE, VOS CAUSARÁ DANO”.
Este versículo, assim como todo o capítulo 10 de Lucas, lança luz sobre o porque as pessoas e instituições do mundo responderiam, SIM, e aquelas pessoas que leiam Lucas 10 como discípulos (radicais) de Cristo Jesus responderiam, NÃO.
Outros versículos neste capítulo talvez nos mostrem a diferença. Lucas 10:8,9: “Quando entrardes numa cidade e ali vos receberem, comei do que vos for oferecido. Curai os enfermos que nela houver e anunciai-lhes: A vós outros está próximo o reino de Deus”.
Há um ponto crucial, o ponto de vista do mundo versus do reino de Deus. Não são iguais. Enquanto Jesus viveu constantemente no reino de Deus e de acordo com suas regras, leis e verdades, as pessoas do mundo vivem de acordo com as leis do mundo material. Neste o pecado, a doença e a morte parecem muito reais.
A seguinte citação de Ciência e Saúde, por Mary Baker Eddy, mostra o ponto de vista da CC a respeito da instrução de Jesus a seus discípulos (CS, 328:15-28):
“Essa compreensão do poder do homem, quando ele é equipado por Deus, infelizmente desapareceu da história cristã. Durante séculos ficou adormecida, um elemento perdido do Cristianismo. Nossos missionários levam a Bíblia para a Índia, mas acaso se pode dizer que a explicam de maneira prática, como o fazia Jesus, enquanto centenas de pessoas nesse país morrem todos os anos de picadas de serpentes? Compreendendo a lei espiritual e sabendo que não existe lei material, Jesus disse: ‘Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: ... pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados.’ Teria sido bom se a cristandade tivesse acreditado nessas palavras sagradas e lhes tivesse obedecido.
“A promessa de Jesus é perpétua. Se tivesse sido feita somente a seus discípulos imediatos, o trecho das Escrituras diria a vós, e não aqueles que creem”.
Assim aí está. Vamos descobrir juntos o que esta lição oferece e ver como demonstrações atuais têm provado que o pecado, a doença e a morte, de fato, não são reais.
Leitura Alternada (Isaías 40:4,5,10,11; 11:6,9; Hebreus 12:12,13)
A LA apresenta um mundo onde Deus revelará a toda carne Sua glória e que Ele cuidará como pastor Sua criação. E “restabelece[rá] as mãos descaídas e os joelhos trôpegos; e [fará] caminhos retos para os pés, para que não se extravie o que é manco; antes, seja curado.”
A promessa começa exatamente aí. Deus revelando um mundo onde as várias formas de doença, são curadas, em vez de toleradas.

Seção 1: Despertai para a promessa da realidade do Bem
Nesta seção o salmista, o profeta Isaías e o autor do Apocalipse preparam a cena.
“[...] O Senhor dará o que é bom” (B1, Salmos 85:12)
“Nenhum morador de Jerusalém dirá: Estou doente; porque ao povo que habita nela, perdoar-se-lhe-á a sua iniquidade” (B2, Isa. 33:20, 24).
“E [Deus] lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem prato, nem dor, porque as primeiras coisas passaram” (B4, Apoc. 21:3, 4).
Por acaso seria impensável que a autora de CS estivesse querendo abarcar uma visão de realidade que harmonizasse a realidade tanto com o Antigo como com o Novo Testamento? Uma visão onde uma compreensão de Deus, as realidades do “reino de Deus” como Jesus descreveu, permitisse o predomínio da harmonia?
Na citação CS3, M.B. Eddy escreve: “Não existe associação, nem presente nem eterna, entre o erro e a Verdade, entre a carne e o Espírito. Deus é tão incapaz de produzir o pecado, a doença e a morte, como de vivenciar esses erros. Como, então, Lhe seria possível criar o homem sujeito a esse trio de erros—o homem, que é feito à semelhança divina?” (CS3, p. 356).
Para algumas pessoas essa é uma nova fronteira, uma nova visão da realidade. Há os que nunca pensaram em Deus “como socorro bem presente nas tribulações” no tocante a saúde e cura. Mas é, claramente, um direito de escolha de cada indivíduo.
No livro texto da Ciência Cristã, Ciência e Saúde, está claramente afirmado no início do capítulo XIII, O Ensino da Ciência Cristã, a importância de não julgar a experiência de outros, quando cada um elabora sua própria salvação de acordo com sua luz, seu entendimento. Inclusive respeitando a decisão de optar por um “certo tratamento físico ordinário”.
Na página 444, Eddy escreve: “Se alguma vez os Cientistas Cristãos não conseguirem receber ajuda de outros Cientistas—seus irmãos a quem, podem recorrer—ainda assim Deus os guiará ao uso adequado de meios temporários e de meios eternos. Passo a passo, os que confiam nEle hão de constatar que “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações”.
Gosto de pensar em uma abertura piedosa, uma disposição de escutar e ser guiado cada vez que buscamos uma cura. Na minha vida e na minha família, tenho visto inúmeros exemplos de cura espiritual, e também algumas ditas miraculosas, que eu não as vejo assim, mas sim como divinamente naturais.
Minha esposa e eu temos elaborado o cuidado pelos nossos quatro filhos; nunca há um choque mas uma ação harmoniosa. Cada um de nós respondendo à situação de modo ditado pelo amor. E eu tenho sido grato pelo trabalho de cirurgiões e médicos. Por exemplo, há alguns anos quando nosso filho Johann se machucou num escorregador de uma piscina pública. Minha esposa e eu ficamos gratos pelo serviço de um cirurgião, que olhou o caso e rapidamente deu alguns pontos, quase indolores.
Lembrei-me da página 401 de Ciência e Saúde: “Até que a época que avança admita a eficácia e a supremacia da Mente, é melhor que os Cientistas Cristãos deixem a cirurgia, bem como o ajuste de ossos fraturados ou luxados, aos cuidados de um cirurgião, enquanto que o sanador mental se limitará principalmente à reconstrução mental e à prevenção de inflamações” (p. 401:29).
A cura foi rápida e não deixou cicatriz. Eu estava grato que os direitos de minha esposa foram apoiados e que eu pudesse orar continuadamente. O resultado foi uma cura completa e perfeita. E nada de conflito de qualquer ordem.

Seção 2: Superioridade à doença e ao pecado!
Pecado, oh isso é terrível! Um pecador? Provavelmente. Acaso sou pecador? Nascido para pecar? Governado por vários pecados terríveis? Tu és filho de Deus; aja como tal!
Sempre achei útil saber um pouco mais sobre o significado da palavra ‘pecado’. No Novo Testamento Grego a palavra “harmatia” tinha o sentido de falha, estar em erro, errando o alvo, principalmente no esporte de lançamento de dardo. Em hebraico, “hata” tem origem em esporte de arco e flecha, e literalmente se refere a errar o “ouro” no centro do alvo, mas atingindo o alvo, i.e., o erro. Pecar na concordância grega é definido como “errar o objetivo”.
Então, talvez não acertes na mosca (como se costuma dizer). Um engano. Um erro. Com certeza, há esperança de cura!
As seguintes passagens de nosso Pastor, a Bíblia e Ciência e Saúde, acho muito encorajadoras, pois me dizem onde foi que “errei o alvo.”
“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais” (B8, Jer. 29:11).
“Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos” (B9, Mal. 3:11).
“[...] o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça” (B10, Rom. 6:14).
“O ato de te manteres superior ao pecado, porque Deus te fez superior ao pecado e governa o homem, é verdadeira sabedoria. Temer o pecado significa compreender mal o poder do Amor e a Ciência divina do existir, na relação do homem com Deus—significa duvidar de Seu governo e não confiar no Seu desvelo onipotente” (CS10, p. 231).
Se errar o alvo é um pecado—cometer um engano—precisa a cura o pecado ser algo difícil? Enquanto preparava e completava este MET para amigos do Acampamento dos Cedros, verifiquei em meu pensamento um crescente descontentamento e frustração. Eu tentava escrever o MET sem o mouse do meu laptop. Sei que há pessoas que usam o pequeno espaço de controle, sem problemas. Eu não sou uma dessas. Estava difícil para mim. Fui tentado a culpar minha filha Alma. Achei que fora ela que quebrara o mouse, mas não queria admití-lo. Assim, eu não tinha certeza onde estava o pecado. Estava com Alma que não admitia o que eu pensava fosse o caso, ou era o ‘papa’ confuso e pagando o custo do miseré de tentar usar o laptop?
De repente, enquanto trabalhava o MET na sala de Leitura, ainda frustrado, me ocorreu: “A Loja A-Z eletrônica fica a três lojas daqui. Posso comprar outro mouse.” Assim fiz; ao preço de $4,99 Euros (cerca de R$20,00). Problema resolvido. Frustração terminada. O MET continuou. Poder-se-ia dizer que o pecado foi posto de lado em favor da harmonia? Na verdade, a crença num pecado ou um pecado havia agido no sentido de paralisar a atividade do bem. Deixando a culpa, a falsa crença e a frustração, ir embora abriu a porta para uma solução fácil.
Perguntei-me: “Será que estou segurando uma crença no pecado em outras áreas que eu possa (também) resolver facilmente?”

Seção 3: Viver em ágape, com grande amor pela humanidade e fazer o bem.
Paulo encorajou a igreja cristã em Corinto com uma carta. No capítulo 13 desta carta ele falou sobre o que a versão King James traduz como “caridade” e o que em termos bíblicos é conhecido como “ágape”. Esse amor ágape é um amor pela humanidade e o desejo de fazer bem aos outros. Seu encorajamento para viver pacientemente, com bondade, sem inveja, sem arrogância, não arrogante, nem vaidoso, nem rude ou mal-educado, pensar o bem do próximo, e não ficar feliz com os fracassos das pessoas, mas com a verdade.
Em 1890 Henry Drummond, um evangelista escocês, publicou o livro intitulado "A Maior Coisa do Mundo". É um belo estudo de I Coríntios 13. Aqui está um link onde você pode ler este livro se você ainda não o tiver.
http://www.brainybetty.com/2007Motivation/Henry%20Drummond%20-%20The%20Greatest%20Thing%20in%20the%20World.pdf
Anos atrás eu li em uma biografia de Mary Baker Eddy que ela disse que teria escrito um livro sobre o Amor no texto de 1Coríntios 13, mas que Henry Drummond havia feito um trabalho tão bom, que havia resolvido o problema. Ao tentar encontrar essa referência, encontrei o seguinte da pesquisa da biblioteca de Mary Baker Eddy.
“Mary Baker Eddy tinha algo a dizer sobre Henry Drummond e o livro dele “A Maior Coisa do Mundo”?
Henry Drummond (1851–1897) foi um evangelista escocês. Seu livro sobre 1Coríntios 13, “A Maior Coisa do Mundo e Outras Questões”, foi publicado pela primeira vez em 1890.
Na edição de maio de 1913 do Journal da Ciência Cristã, Kate Davidson Kimball mencionou Drummond e seu livro. "A Sra. Eddy disse certa vez que pretendia escrever tal livro ela mesma,” ela lembrou, “mas o Professor Drummond fez isso tão bem que ele salvou o esforço dela”.
Não conseguimos encontrar informações adicionais sobre esse comentário. A Sra. Kimball e seu marido Edward A. Kimball, professor e conferencista de Ciência Cristã, eram ambos estudantes de Mary Baker Eddy, que podem ter transmitido o que a Sra. Kimball simplesmente recordou por meio de conversas.
https://www.marybakereddylibrary.org/research/did-mary-baker-eddy-have-anything-to-say-about-henry-drummond-and-his-book-on-first-corinthians-13-the- maior coisa-no-mundo

Seção 4: O medo e a febre da sogra de Pedro curados instantaneamente.
Curas rápidas e preservar a atmosfera de saúde em nossas casas é um exercício cristão louvável. Apague o erro, engano ou doença na primeira sugestão de pensamento! O salmista nos diz que não temos que aceitar toda sugestão de doença que vem à nossa porta.
“Você fez do Senhor Deus o seu protetor e, do Altíssimo, o seu defensor; por isso, nenhum desastre lhe acontecerá, e a violência não chegará perto da sua casa” (B16, Salmos 91:9,10; NTLH).
E lembre-se de que Jesus conhecia a Bíblia judaica! Ele sabia disso por dentro e por fora e estaria bem familiarizado com esse versículo do Salmo 91. Talvez fosse mesmo a base para sua oração de cura? Porque olha o que ele fez na casa de Pedro.
“Jesus foi à casa de Pedro e viu a sogra dele de cama, com febre. Jesus tocou na mão dela, e afebre saiu dela. Então ela se levantou e começou a cuidar dele. Depois do pôr-do-sol, o povo levou até Jesus muitas pessoas que estavam dominadas por demônios. E ele, apenas com uma palavra, expulsava os espíritos maus e curava todas as pessoas que estavam doentes” (B17, Mateus 8:14–16; NTLH).
Esta cura é um das minhas favoritas absolutas em todas as curas da Bíblia. Destrói duas falsas crenças ou imposições em uma só cura. Primeiro, instantaneamente dissipando febre. Segundo, permitindo que a sogra de Pedro tenha a liberdade de servir o Mestre e seus outros convidados com amor e hospitalidade graciosos.
Eu sempre amei a maneira como minha mãe se referia a suas noras. Ela as chamava de "filhas de amor"! É hora de dissipar falsos conceitos de sogras e noras. Mãe de amor. Filha-de-Amor.

Seção 5: Saiba o que o Cristo sabe sobre a morte!

O que você gostaria de saber sobre a morte? Devo fazer uma procura na internet? YouTube? Você gostaria de acordar o Pastor Brown? Ele tem o suficiente para fazer, eu não deveria incomodar ele. Mas e o pastor da Ciência Cristã? Disponível 24 horas por dia. Acesso instantâneo. Nunca ocupado e nenhum problema com a conexão da internet! O Pastor da Ciência Cristã!
É comum para as pessoas procurarem um pastor quando elas necessitam ser guiadas, confortadas, curadas, ou ter um sentido de propósito mais profundo. O Pastor da Ciência Cristã está disponível para oferecer esse tipo de nutrição e aconselhamento o tempo inteiro. Isto porque a Igreja de Cristo, Cientista, mundo afora tem somente um permanente e universal Pastor.
Mary Baker Eddy, que descobriu e fundou a Ciência Cristã, queria que o Pastor da sua Igreja fosse tão puro, constante e poderoso quanto a palavra de Deus em si mesma. Para tanto, em 1895 ela ordenou como seu Pastor ambas a Bíblia e seu livro Ciência e Saúde com as Chaves das Escrituras, que abre a Bíblia na sua aplicação em todas as necessidades humanas. Juntos, esses dois livros são mentores, recursos espirituais, e um guia eterno abertos a todos - um Pastor para o mundo.” https://www.christianscience.com/the-christian-science-pastor
Sabemos que Jesus viveu em eterna ciência da consciência do Cristo. Ele pensava com a Mente do Cristo. Então quando Jesus recebeu notícias de que um de seus melhores amigos estava doente, ele planejou visitá-lo. Ele esperou um par de dias e então Jesus sabia ou disse: “Esta doença não é para a morte.” Mas o que o Cristo sabia sobre Lázaro, que ele somente dormia! “Nosso amigo Lázaro adormeceu; mas vou para despertá-lo. Disseram-lhe, pois, os discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo. Jesus, porém, falara com respeito à morte de Lázaro; mas eles supunham que tivesse falado do repouso do sono. Então, Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu; e por vossa causa me alegro de que lá não estivesse, para que possais crer; mas vamos ter com ele” (B18, João 11:1,3-7,11-15).
Talvez você não tenha uma resposta em relação a morte? Mas seu Guia, seu Salvador, o Cristo tem uma resposta. Uma resposta pela demonstração! Como Mary Baker Eddy escreve no Ciência e Saúde: “O Cristo é a verdadeira ideia que proclama o bem, a mensagem divina de Deus aos homens a qual fala à consciência humana. O Cristo é incorpóreo, espiritual - sim, é a imagem e semelhança divina, que dissipa as ilusões dos sentidos; é o Caminho, a Verdade, e a Vida, que cura os doentes e expulsa os demônios, que destrói o pecado, a doença, e a morte” (CS25, p. 386). Vá fundo no seu Pastor. Deixe que os trabalhos de Jesus e os trabalhos de seu profetas e apóstolos demonstrem como a Vida supera a morte. Que o homem vive por decreto divino em manifestação infinita da Vida eterna.

Seção 6: Desperto para a Vida. “Lázaro, levanta-te”.
Jesus chamou Lázaro e Lázaro respondeu. Mary Baker Eddy escreve:
“Jesus restabeleceu Lázaro pela compreensão de que Lázaro nunca havia morrido, e não por admitir que seu corpo havia morrido e depois voltara a viver. Se Jesus tivesse acreditado que Lazaro havia vivido ou morrido no corpo, o Mestre teria se colocado no mesmo plano de crença em que estavam aqueles que haviam sepultado o corpo, e não o poderia ter ressuscitado” (CS26, p. 75).
“O fato de que o Cristo, ou Verdade, venceu e ainda vence a morte prova que o “rei dos terrores” é apenas uma crença mortal, o erro, que a Verdade destrói com as evidencias espirituais da Vida; e isso mostra que aquilo que aos sentidos parece ser a morte é apenas uma ilusão mortal, pois para o homem real e o universo real não há processo de morte” (CS27, p. 289).
Não é esse nosso mais profundo desejo, saber como nosso Mestre que a morte não é nada e que a Vida divina é tudo? Os seguintes testemunhos da Ciência Cristã publicados nos periódicos nos apontam na direção em que nosso Mestre trilhou.
______________
A OBRA DO SENHOR
Por W. A. R.
Do CS Journal, edição Agosto 1884
“Há tempo eu vinha pensando profundamente sobre a natureza e função da “pedra que os construtores haviam rejeitado”. Senti como nunca antes que Sua promessa: “Estou convosco sempre”, era verdadeira; pois Ele estava comigo, de fato—o ‘Paracleto’, o bendito Consolador. Então me senti preparado para ir avante nesse trabalho, e iniciei minhas diárias caminhadas de misericórdia.
A residência de um dos meu pacientes era numa cidadezinha localizada à margem do rio Androscoggin. Enquanto estava lá, recebi a mensagem de uma mulher para vir ajudá-la na preparação do funeral de seu bebê.
Contou-me a enfermeira que a criança lutava contra a morte desde a meia-noite, e quando cheguei estava nos braços da mãe, pálido e ofegante.
“Minha missão, não é de ajeitar o falecido, mas de prevenir a morte”, disse eu aos pais; e a meu pedido, deitaram o bebê no berço. Não demorou muito e ele abriu os olhos, e olhou ao redor. Pelo meio dia, dormia um sono natural, e após o terceiro tratamento ria e brincava pela casa, ganhando em peso e crescendo como se nenhuma crença tivesse tentado abalar sua doce vida sobre a terra. Então baixei minha cabeça, a bendisse “a pedra que os construtores rejeitaram”, pois na força de Seu poder eu fizera isso”. W. A. R.

Eu era uma inválida quando a Ciência Cristã me encontrou
Por E. Kate Howell
Do Christian Science Sentinel, edição Fevereiro 2, 1929.
“Eu era uma inválida quando a Ciência Cristã me encontrou, e um médico me havia dito que fizera todo o possível por mim. Tinha problemas de fígado, estômago, coração, intestinos e outros mais. Eu já havia ouvido algo da Ciência Cristã, e após esse veredito médico escrevi a uma praticista pedindo tratamento, e fui rapidamente curada.
Eu era estudante da Bíblia, e achei uma grande alegria estudar o “Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras”, por Mary Baker Eddy, pois ele respondia todas as perguntas difíceis que haviam surgido em meu estudo das Escrituras. Encontrei um satisfatório plano de saúde na Ciência Cristã, um plano que inclui a cura de todas as enfermidades e o perdão de todas as iniquidades. Faz mais de trinta anos desde que aceitei a CC e minha primeira cura, e durante esse período testemunhei muitas curas que poderiam ser chamadas de maravilhas. Vi aquilo que os mortais chamam de morte sendo vencida por raciocínio correto e compreensão espiritual conforme é ensinado na CC, e a pessoa despertar como de um sono profundo. Jesus disse que faríamos “obras maiores” do que ele; e a Sra. Eddy reforçou seu ensino dando-nos “preceito sobre preceito, regra e mais regra” para guiar-nos em nosso trabalho. E tem sido provado em todo o mundo que a Ciência Cristã aplicada cura e abençoa.”
(Sra.) E. Kate Howell, San Diego, Califórnia.
______________
Seção 7: Derrotando a tríade do mal: pecado, doença e morte.
As seguintes ordens estimulantes vêm direto de nosso Mestre, Cristo Jesus:
“Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano” (B22, Lucas 10:19).
“Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; de graça recebestes, de graça dai” (B23, Mat. 10:8).
Cristo Jesus deu instruções estimulantes a seus seguidores, e não posso imaginar que que ele exigiria de nós o que não fosse possível. Ele encorajou e pastoreou seus discípulos. Seus discípulos de todos os tempos.
Ao longo de 40 de prática de cura pela Ciência Cristã tenho visto a cura de muitas doenças, e alguns casos que poderia chamar de cura do pecado, e um par de vezes vi a morte desaparecer para revelar a Vida.
Se me perguntarem: Sempre foi fácil? Não. Quando ocorreram os maiores desafios? Quando permiti que se insinuasse uma crença pessoal, ou senso pessoal, ou senso de derrota ou realização. Mas saber que Deus era a única fonte de cura sempre foi uma enorme ajuda. E o versículo abaixo, que é desta Lição, muitíssimas vezes veio em meu socorro!
“Mantém perpetuamente este pensamento—de que é a ideia espiritual, o Espírito Santo e o Cristo, que te habilita a demonstrar, com certeza científica, a regra da cura, baseada em seu Princípio divino, o amor, que está por baixo, por cima e em volta de todo o verdadeiro existir” (CS31, p. 496).
A resposta que tento demonstrar a cada dia: “São reais o pecado, a doença e a morte?” Absolutamente NÃO!
______________
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Ovídio Trentini e William Trentini. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali você encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, podendo baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será publicado na 2a. feira no link http://www.cedarscamps.org/metaphysical.



<< Envie este Artigo para um Amigo >>


+ Artigos...

» .... Avance um pouco a cada dia na direção certa... Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Doutrina da Reconciliação.
» Seja inseparável do Amor - “Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo; Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor”. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Irrealidade.
» Luz eterna como rocha da Verdade. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Realidade.
» Certifique-se do que É, e perca de vista o que não é! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Matéria.
» Siga seu coração para achar seu tesouro. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Substância.

Voltar Topo Home
© 2007-2019 - Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB - Todos os direitos reservados.